Seguidores

segunda-feira, abril 24, 2017

Estudos para Célula de Crianças - Jesus e a Parábola do Bom Samaritano



 Jesus estava ensinando em particular os seus discípulos quando um mestre da lei se levantando perguntou: — Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês? E, respondendo ele, disse: — Amará ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo...



Data: 30/04/2017
Título: “Jesus e a Parábola do Bom Samaritano”
1- Recepção / Bate-papo (Receba as crianças, cumprimente-as e converse um pouco com elas sobre a sua semana).
2- Louvor / Adoração
3- Oferta: Líder, ensine as crianças a importância de ofertar e dizimar na casa do Senhor
4- Pedidos de Oração: Ore por curas e pedidos específicos das crianças.
5-Revisão da lição anterior: Faça perguntas às crianças da última lição dada.
6- Objetivo: Ensinar as crianças a fazer o bem a todos, tanto para amigos como para inimigos.
7-Quebra-Gelo: Você já fez uma coisa boa para uma pessoa que você não gostava ou que não gostava de você?
8- Versículo para Memorizar: “Mas vocês, irmãos, não se cansem de fazer o bem”. 
2ª Tessalonicenses 3:13
9- Referência Bíblica: Lucas 10:25-37
10 - Mensagem: Antes de iniciar a história mostre gravuras ou desenhos de pessoas diferentes. Exemplos: pessoas negras, brancas, asiáticas, pessoas pobres e ricas, pessoas muito inteligentes e pessoas analfabetas, pessoas com todos os membros do corpo, pessoas paralíticas, etc. E perguntem quais são as diferenças entre essas pessoas, e deixem as crianças responderem, e depois pergunte o que elas têm de igual, de semelhante, espere as respostas, e depois diga que a semelhança entre elas é que todas elas são seres humanos, criaturas de Deus e que merecem serem tratadas com respeito e amor. E explique que tem uma história na Bíblia que fala sobre isso: a “Parábola do Bom Samaritano”:
Jesus estava ensinando em particular os seus discípulos quando um mestre da lei se levantando perguntou: — Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês? E, respondendo ele, disse: — Amará ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? Então Jesus respondeu contando uma parábola: — Certa vez, um homem estava descendo de Jerusalém para Jericó. No caminho alguns ladrões o assaltaram, tiraram a sua roupa, bateram nele e o deixaram quase morto. Acontece que um sacerdote estava descendo por aquele mesmo caminho. Quando viu o homem, tratou de passar pelo outro lado da estrada. Também um levita passou por ali. Olhou e também foi embora pelo outro lado da estrada. Mas um samaritano que estava viajando por aquele caminho chegou até ali. Quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Então chegou perto dele, limpou os seus ferimentos com azeite e vinho e em seguida os enfaixou. Depois disso, o samaritano colocou-o no seu próprio animal e o levou para uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, entregou duas moedas de prata ao dono da pensão, dizendo: — Tome conta dele. Quando eu passar por aqui na volta, pagarei o que você gastar a mais com ele. Então Jesus perguntou ao mestre da Lei: — Em sua opinião, qual desses três foi o próximo do homem assaltado? —Aquele que o socorreu! —respondeu o mestre da Lei. E Jesus disse: — Pois vá e faça a mesma coisa.
11- Aplicação: Essa história surpreende a todos pela atitude das pessoas para com o homem que estava ferido, pois era de se esperar que o sacerdote ou o levita, pessoas que serviam a Deus trabalhando o tempo todo no templo, e que deveriam refletir o amor de Deus, tivessem compaixão do ferido. Mas não foi isso que aconteceu. Um samaritano, a quem os judeus desprezavam, foi quem socorreu o homem ferido. Esta é uma lição preciosa que devemos aprender: todos nós devemos amar as pessoas, independentemente do local onde elas moram, o que fazem, a língua que falam, a cor de sua pele, se é pobre ou rica, como se vestem, se têm muito conhecimento ou pouco, etc. Devemos não só amá-las e tratá-las bem, mas ajudá-las nas suas necessidades.
12- Atividade: 1º) Sugestão: Mural. As crianças podem contar a história através da arte. Coloque papel pardo na parede e deixe as crianças usarem marcadores, tintas, cores, etc, para desenhar as cenas a seguir. /Cena 1 - Os assaltantes bateram no homem e ele ficou jogado no chão como um morto. /Cena 2 - O sacerdote passa pelo homem. /Cena 3 - O levita passa pelo homem. /Cena 4 - O samaritano para e ajuda o homem. /Cena 5 - O samaritano leva o homem para uma pousada e paga para que cuidem do homem ferido. Depois que completar o desenho, peça às crianças para descreverem a história em suas próprias palavras. 2º) Sugestão: Dramatização. Pode fazer uma encenação desta história de uma forma diferente e criativa, usando o humor (exemplo: tipo “Mr. Bean”), as crianças vão se divertir bastante. Escreva um roteiro curto com as crianças com cenas engraçadas. Atores necessários: Narrador, ladrões, sacerdote, levita, estrangeiro, Samaritano.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRADUTOR