Seguidores

segunda-feira, janeiro 25, 2016

Estudos para células de crianças - O Profeta Balaão



Os israelitas partiram e acamparam nas planícies de Moabe, a leste do rio Jordão e na altura de Jericó, que ficava no outro lado do rio. O rei de Moabe, Balaque, temia uma invasão dos israelitas às suas terras. Por isso ele mandou chamar o profeta Balaão e ofereceu muitas riquezas, para amaldiçoar o povo de Israel. Balaão ficou tentado por causa das riquezas que ele iria receber, mas Deus não deixou que o povo fosse amaldiçoado. Mas por causa da insistência de Balaão em se encontrar com Balaque, Deus permitiu que ele partisse para falar com Balaque.

Data: 31/01/2016
Título: “O Profeta Balaão”
1- Recepção / Bate-papo (Receba as crianças, cumprimente-as e converse um pouco com elas sobre a sua semana).
2- Louvor/ Adoração
3- Oferta:  Ensine as crianças que não devemos chegar à presença de Deus com as mãos vazias, que devemos trazer sempre a nossa oferta de gratidão e de amor a Ele.
4-Pedidos de OraçãoLíder ore por todas as crianças da célula e por seus pedidos específicos. 
5- Revisão da lição anterior: “ Os Doze Espias” (Faça perguntas às crianças).
6- Objetivo:Ensinar às crianças que ninguém tem poder para amaldiçoar os filhos de Deus!
7- Quebra-Gelo: Você já ajudou um amigo: O que você fez? (Depois explique às crianças que elas devem sempre ajudar os seus amigos e familiares, e nunca desejar ou fazer mal a eles. Nós somos a imagem de Deus: Ele não faz mal a ninguém, mas protege os seus filhos dos ataques do maligno).
8- Versículo para Memorizar: “Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda.” Salmo 91:10
9- Referência Bíblica: Números 22 a 24
10-Mensagem: Os israelitas partiram e acamparam nas planícies de Moabe, a leste do rio Jordão e na altura de Jericó, que ficava no outro lado do rio. O rei de Moabe, Balaque, temia uma invasão dos israelitas às suas terras. Por isso ele mandou chamar o profeta Balaão e ofereceu muitas riquezas, para amaldiçoar o povo de Israel. Balaão ficou tentado por causa das riquezas que ele iria receber, mas Deus não deixou que o povo fosse amaldiçoado. Mas por causa da insistência de Balaão em se encontrar com Balaque, Deus permitiu que ele partisse para falar com Balaque. No dia seguinte Balaão se aprontou, pôs os arreios na sua jumenta e foi com os chefes moabitas. De repente, o Anjo do SENHOR se pôs na frente dele no caminho, para barrar a sua passagem. Quando a jumenta viu o Anjo parado no caminho, com a sua espada na mão, saiu da estrada e foi para o campo. Aí Balaão bateu na jumenta e a trouxe de novo para a estrada. E o anjo apareceu mais duas vezes, fazendo a jumenta parar. E Balaão ficou com tanta raiva, que surrou a jumenta com a vara. Aí o SENHOR fez a jumenta falar, e ela disse a Balaão: — O que foi que eu fiz contra você? Por que é que você já me bateu três vezes? Ele respondeu: — Foi porque você caçoou de mim. Se eu tivesse uma espada na mão, mataria você agora mesmo! Então a jumenta disse a Balaão: — Por acaso não sou a sua jumenta, em que você tem montado toda a sua vida? Será que tenho o costume de fazer isso com você? — Não — respondeu ele. Aí o SENHOR Deus fez com que Balaão visse o Anjo, que estava no caminho com a espada na mão. Balaão se ajoelhou e encostou o rosto no chão. O Anjo do SENHOR disse: — Por que você bateu três vezes na jumenta? Ela me viu e se desviou três vezes de mim. Se ela não tivesse feito isso, eu já teria matado você. Então Balaão disse ao Anjo: — Eu pequei. Não sabia que o senhor estava no caminho para me fazer parar. Porém, se agora o senhor acha que não devo continuar a viagem, eu voltarei para casa. O Anjo respondeu: — Vá com esses homens; mas você falará somente aquilo que eu lhe disser. Assim, Balaão foi com os chefes enviados por Balaque. E lá, ele obedeceu a Deus, não amaldiçoou mas abençoou o povo de Deus!
11- Aplicação: Balaão não viu o anjo. Ele estava desobedecendo a Deus, porque Deus não queria que ele fosse ver Balaque. As pessoas quando desobedecem a Deus, não vêem a Sua presença, nem ouvem Sua voz . Mas Deus não permitiu que amaldiçoasse o povo de israel. Nós também somos o seu povo, e o Senhor não permite que o maligno toque em nossas vidas com maldições.  

12- Atividade: Brincadeira - “Rabo na mula”: Desenhe uma mula
sem rabo numa cartolina e prenda-a numa parede. Cada parte do corpo vale um número de pontos. Faça um rabo de papel crepom ou de jornal mesmo, com fita crepe para grudar. A criança com os olhos vendados , cola em alguma parte do corpo. Quanto mais perto do lugar do rabo, maior é o número de pontos.Os outros participantes podem ajudar, dizendo somente
palavras como: pra cima, pra baixo, pra direita, pra esquerda... Quem colocar o rabo mais próximo do local correto é o vencedor.

13- Brincadeiras: JOGO DA VERDADE
Várias pessoas sentadas formam uma roda. O Líder pega dois papéis e escreve VERDADE em um e MENTIRA noutro, reservando-os. Depois, o líder  pega uma garrafa peti e a coloca no centro da roda. A brincadeira começa: o líder roda a garrafa. A pessoa que foi apontada pelo fundo da garrafa irá fazer uma pergunta para a pessoa que foi apontada pela tampa da garrafa, que será obrigada a responder. Depois, o líder  irá sortear dentre os papéis se o que ele disse foi verdade ou mentira. No final, quem tiver mais verdades vence a prova. Lembre as crianças que mentira é pecado e assim como Balaão  pecou e Deus mandou um anjo corrigi-lo assim Deus também manda os pais corrigirem os filhos quando erram.
14- Comunhão / Encerramento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRADUTOR