Seguidores

terça-feira, dezembro 15, 2009

O que podemos aprender com as ovelhas?



Devocional: “O Senhor é o meu pastor”
Texto: Salmo 23:1

O livro de Salmos é uma coleção de hinos. Cada Salmo é um hino. São poemas a serem tocados e cantados em louvor e adoração a Deus pelos seus feitos, pelo seu amor e justiça para com o Seu povo!


Davi era pastor de ovelhas, ele cuidava, protegia e guiava-as a cada dia a pastos verdejantes. Ao escrever este salmo, nos momentos de comunhão com Deus, ele escreve este hino em adoração, declarando que o Senhor é o seu pastor e nada vai lhe faltar! Davi associou o cuidado que ele tinha com as suas ovelhas, com o cuidado de Deus para com ele!

Qual era o papel do pastor? Guiar, alimentar, dar água, proteger e cuidar. Assim como o pastor de ovelhas, o Senhor é o seu Pastor, Ele te guia, te conduz ao caminho certo, verdadeiro. Ele te alimenta com a Sua Palavra, te leva a beber das suas águas, águas limpas que curam, que restauram, que matam a sede do seu espírito. Ele te livra e te protege do inimigo, e cuida de você, suprindo todas as suas necessidades!

Na parte b do versículo 1 diz: “nada me faltará”. O Senhor é o nosso pastor, nada nos faltará! O Senhor é fiel, não mente. Sua Palavra não possui “meias verdades”, ela é a Verdade! Mas por que há muitos crentes que não vivem esta verdade? Por que passam falta das coisas? Passam necessidades? Não estou falando de algumas fases da nossa vida, em que o Senhor nos leva para o deserto, permite provações, para nos ensinar algumas lições, ou até mesmo alguns sofrimentos e privações que passamos, que são conseqüências de escolhas erradas que fazemos. Mas não estou falando a respeito disso. Refiro-me, sim, a muitos crentes que vivem um vida “enrolada”, cheia de dificuldades, sai ano e entra ano, e ele continua vivendo uma vida miserável, sem propósito, não cresce, não prospera. Por quê? Se a Palavra de Deus diz que nada nos faltará porque o Senhor é o nosso pastor? Como explicar isso então? É que o Senhor é pastor de ovelhas. Ele não usou esta ilustração do pastor e as suas ovelhas por uma acaso. Ele deseja sim, ser o nosso pastor: cuidar,proteger, suprir as nossas necessidades. Mas para que Ele seja verdadeiramente o nosso pastor, temos que ser suas ovelhas, ou seja, temos que ter atitudes e comportamento de o-v-e-l-h-a-s. Por isso há muitos crentes padecendo, não recebendo o cuidado de Deus, simplesmente porque não são ovelhas!

No Novo testamento, Jesus diz que Ele é o pastor, e nós, suas ovelhas (João 10:1-16). Para entendermos melhor o que o Senhor espera de nós, como ovelhas, é importante conhecer algumas qualidades, características e atitudes das ovelhas, para aplicá-las ao nosso relacionamento com Deus e desfrutarmos da vida em abundância que Ele planejou para nós!
Vamos ver algumas destas cracterísticas:

1º) As ovelhas não se defendem - Os animais foram criados para se defender . O leão, a cobra, o cachorro, todos possuem defesas. Isto já não acontece com as ovelhas, elas não possuem defesa, elas não atacam, não lutam, são frágeis precisam da proteção do pastor.
Deus nos criou para sermos dependentes dele, dependentes do nosso pastor Jesus (I João 2:1). Jesus é o nosso advogado, o nosso defensor. Em João 10:11 diz que Jesus deu a vida por suas ovelhas, é porque se alguém não fizesse isto, todas as ovelhas pereceriam, se perderiam, pois elas não têm como se defender sozinhas.
Há crentes que são verdadeiras cobras: se alguém mexe, eles atacam. São crentes que vivem se justificando, se defendendo, esquecem que Jesus, o Pastor, é o seu advogado, é o seu defensor. Mas há muitos crentes que ainda não descobriram isso, e são cheios de “justiça própria”, querem ter razão sempre, querem que a sua opinião prevaleça. Não podemos perder esta característica. Somos ovelhas e não cobras. A Bíblia diz que devemos lançar sobre Ele as nossas ansiedades pois Ele tem cuidado de nós (I Pe 5:7).
Quando nos defendemos, estamos dizendo a Jesus: não preciso do Senhor, eu posso me defender sozinho!

2º) As ovelhas não comem qualquer coisa - Elas não se alimentam de porcaria. Elas não são como os bodes do nordeste, que comem tudo o que vêem pela frente – papel, lixo, lata... E por isso são chamados de “lixeiros do sertão.” Uma ovelha come capim, e capim bom, o capim tem que ser novo e fresquinho. Por isso o pastor sempre tem que procurar novos pastos para as suas ovelhas.
Há muitos crentes que têm se alimentado de porcarias, de lixo. Esquecem que seu corpo é templo do Espírito Santo (I Co 6:19). São viciados em novelas, futebol, e muitos outros programas fúteis, que não edificam, não trazem saúde para o espírito, mente e corpo.
O Senhor tem o alimento saudável pra te oferecer: a Sua Palavra. Palavra que instrui, ensina e corrige (2 Tm 3:16,17).


3º) As ovelhas produzem lã o tempo todo - E quanto mais ela tosquiada, mais ela produz lã, ela não precisa de nenhum recurso ou técnica para auxiliá-la, é algo natural, ela nasceu pra isso, , não pára, não há uma época do ano em que produza mais ou menos, ou dá uma pausa, ela simplesmente produz o ano inteiro!
Como filhos de Deus, nós, também somos chamados a frutificar: ganhar vidas, gerar, discipular , plantar igrejas!! Glória a Deus!
Em outras palavras, assim como as ovelhas, isso deve ser natural, espontâneo, inerente à nossa vida cristã. Há uma expressão em inglês que gosto muito: “history maker”, que significa “fazedor de história”, em outras palavras, um “fazedor de história” é aquele que está marcando a sua geração, potencializando os seus dons e talentos para cumprir a sua missão, dada por Deus, ele não passa simplesmente pelo mundo, ele deixa a sua marca, ele não fica “assistindo” os fatos acontecerem, ele “faz” os fatos acontecerem. Está ciente que seu propósito neste mundo é abençoar e edificar vidas!


4º) As ovelhas escutam, reconhecem e seguem a voz do seu Pastor - Conta-se uma história que aconteceu na África, certa vez, num grande lago, onde alguns animais iam beber água. Chegou um pastor com as suas ovelhas e elas começaram a beber. Depois chegou mais um, com mais uma quantidade de ovelhas, e depois chegou um terceiro pastor juntamente com o seu rebanho. E todos os três rebanhos se misturaram, bebendo a água do lago. E os pastores ficaram conversando enquanto as ovelhas bebiam. De repente, um pastor se afastou e chamou as suas ovelhas, e só elas saíram, seguindo-o. Depois o segundo e o terceiro, sucessivamente, fizeram a mesma coisa. E cada um partiu dali com o seu “próprio” rebanho, impressionante! As ovelhas não trocaram de pastor!
Isto já não acontece com os cachorros vira-latas, eles seguem qualquer um que chama, porque não têm dono, vivem perdidos, sem direção.
Muito crentes não escutam a voz do Senhor porque querem seguir a sua própria vontade, tomar decisões por conta própria. Outros não reconhecem a voz do Senhor, confundindo-a com a voz do diabo, ou com a voz da sua própria mente, porque falta-lhes intimidade com o Pai. Outros ainda ouvem, reconhecem, mas não obedecem à direção que o Senhor está dando, preferem pegar atalhos, querem conseguir as coisas de forma fáceis, se esquecem, de que na vida cristã, vivemos de conquistas, e conquistas requerem sacrifícios, que nem todos estão dispostos a pagar.
Talvez esta, seja a característica mais importante: ouvir a voz do Senhor e obedecer. As bênçãos de Deus vêm quando obedecemos!

O Senhor quer se relacionar com cristãos que agem como ovelhas!
Seja uma ovelha, e você terá o Senhor como o Seu Pastor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRADUTOR