Seguidores

DONS ESPIRITUAIS - 21 DIAS DESCOBRINDO E ATIVANDO

DONS ESPIRITUAIS - 21 DIAS DESCOBRINDO E ATIVANDO

Click no botão e adquira já o seu EBOOK

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

PALESTRA - AMOR DE DEUS NA CRUZ

SUGESTÃO DE VISUAL
Painel com o tema Indo a Cruz e o desenho de uma cruz feita em TNT, com duas crianças ajoelhadas orando.

PEÇA

Jesus:
Menina doente:
Menino doente:
Soldado:

- Mara entra em cena se lamentando sua vida difícil, pobreza, falta de atenção dos pais, e ainda por cima uma recente descoberta, ela está muito doente, (câncer no sangue) e tem poucos meses de vida.

- Sara chega e encontra Mara, são colegas de escola, porém Sara pergunta: Mara por que você tem faltado tanto?

- Mara responde: É que fiquei doente e acabo de saber que tenho câncer.

- Sara responde: E sua família? Eles não se importam tanto assim?

- Mara responde: Meu pai está desempregado e por isso bebe muito, minha mãe fica o tempo todo preocupada com o que vamos comer e fica na rua até tarde catando papelão. Ah, me sinto tão sozinha.

- Sara: Calma Mara, você sabia que tem uma pessoa que te ama tanto, que deu a vida por você?

-Mara: É, quem?

- Sara: Jesus!!!

- Mara: Eu até já ouvi falar de Jesus, mas cadê Ele? Onde Ele está? Não foi Ele que morreu numa cruz?

- Sara: É foi sim, porém você sabia que Ele levou naquela cruz todos os nossos pecados e doenças?

- Mara: Como assim?
- Sara: Bem foi mais ou menos assim, está escrito na Bíblia, que quando Jesus estava no jardim do Getsemani. (Entra a encenação de Jesus orando, soando gotas de sangue... Enquanto a menina narra, o soldado junto com Jesus encena a parte da crucificação, até a hora que cravam Jesus na cruz). (Sara conta a história da crucificação de Jesus até a hora dos cravos e ao mesmo tempo o soldado e Jesus, encenam a peça, quando chega à hora dos cravos eles congelam).
Logo após a encenação, Mara se envolve tanto com o relato de Sara, que fica em prantos surpresa de como o Senhor a ama tanto (entra a parte da Ressurreição onde Jesus fala):
- Jesus: “Em tuas mãos entrego o meu Espírito. Está consumado”.
As luzes se apagam. Jesus sai.
Acendem a Luz
Após a encenação Mara reconhece que Jesus se importa com ela, que Ele a ama que Ele levou sobre si todas as nossas doenças.
- Sara: Mara você gostaria de ir até Jesus, até a cruz e deixar lá todas as suas angústias, solidão, revolta e doença?
(Mara em um gesto cheio de fé, aceita imediatamente e ambas se ajoelham na cruz reconhecendo o senhorio de Jesus)

PALESTRA

O objetivo desta Palestra é levá-los a entender o preço que Deus pagou por cada um nos, dando Seu Único Filho para morrer em nosso lugar, peça para o Espírito Santo quebrantar o coração de todos, que seja um momento onde a dor que Jesus sentiu possa ser sentida dentro de cada um de nós.
O alvo é levar as crianças a confessar e receber Jesus.
Ao falar da morte de Jesus na cruz, devemos mostrar o amor de Deus por nós. Essa palavra pode começar com o filme “Jesus para as crianças”. Ele apresenta uma mensagem clara para as crianças e juniores e já tem a oração de confissão no final. Deixe que as crianças orem recebendo a Jesus. Após o término do filme, explique e diga que:
A cruz era o castigo do nosso pecado que Jesus sofreu em nosso lugar, Jesus fez isso porque Ele ama as crianças!
Depois, mostre as crianças a cruz de madeira. Fale sobre a vida antes e depois de conhecer a Jesus. Peça às crianças que levem a ficha de arrependimento (roteiro de confissão) já preenchida e coloque aos pés da cruz. Ministre.
“Tudo é Novo com Jesus”.

Antes da Cruz, o pecado morava em nosso coração e mandava em nós. Depois da cruz, é Jesus quem mora em nosso coração.
Agora estamos unidos com Ele para sempre!
Aceitar a Jesus no coração é receber a vida de Deus dentro de nós!


Explicar o texto abaixo:

João 3:16 Porque Deus amou o Mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito para todo que nele crê, não pereça mas tenha a Vida eterna.


O PROCESSO DA CRUZ


Chegando o tempo do fim do ministério de Jesus na terra, depois de curar e fazer muitos milhares, Jesus sente a sua morte e ressurreição.

1 - SUOR DE SANGUE

Durante a época da Páscoa, Jesus vai ao Jardim do Getsêmani, com a finalidade de orar. E lá neste jardim Jesus, de joelhos, intercedendo intensamente ao Pai, suou gotas de sangue, tamanha foi a agonia da obra que estava por acontecer.

Relata um dos seus discípulos Lucas, que era um médico. Este é considerado um fenômeno raríssimo (cientificamente chamado de hematídrose). Para provocar esta situação era necessária uma fraqueza física tão grande, que o abatia profunda e violentamente, acompanhada de um terrível medo. Foram os nossos pecados que levaram Jesus a uma agonizante dor de suar gotas de sangue. Tal tensão extrema é que produziu em Jesus o rompimento de finíssimas veias capilares, o sangue se misturou com o suor, se concentrando sobre a pele e então escorrendo por todo corpo até a terra! Aqui o preço de sangue começou a ser pago por nós. Este processo traz fraqueza e choque, Jesus já sabia por tudo que iria passar.

2 - PRISÃO

Nesse momento Jesus ouviu um agito, passos, pessoas se aproximando, quem seria? Soldados e religiosos, que após um acordo com Judas Iscariotes entregou o Filho de Deus.
Judas chega até Jesus e o beija, aquele era um sinal de que Ele era Jesus, aquele que andava junto dele, que o chamava de mestre, o traiu, traiu o filho de Deus e entregando-o aos soldados e à multidão, que o prendem.
Seus discípulos, nessa hora, desencorajados e cheios de medo, o abandonaram e fugiram. Ninguém o apóia. Todos o rejeitam. Até Pedro, um dos mais próximos de Jesus, nega-o por três vezes.

3 - FLAGELAÇÃO DE JESUS – Chicotadas.

Chega a hora de Pilatos ordenar a flagelação (as chicotadas) de Jesus, Ele é entregue aos soldados romanos, onde é cruelmente torturado com chicotadas. Cerca de 120. Contam-se casos, de que, com 40, alguns já morriam.
Os chicotes eram de couro e em suas pontas tinham chumbo e nesses chumbos havia ossos que quando pegava no corpo, arrancava parte da pele .

Mas qual era a culpa de Jesus? Ele passou isso por você, por mim.

4 - COROA DE ESPINHOS

Sua cabeça é coroada.

Coroado com uma coroa de espinhos que penetra perfurando seu couro cabeludo. Pelo menos uns cinqüenta espinhos são fincados em toda a superfície craniana. Não existe na história humana documentação que mostre uma coroação tão cruel, onde mais parece um capacete, do que uma áurea. Os médicos dizem que, em cada cm2 da cabeça, existem mais de 140 pontos sensíveis à dor. Procure o sofrimento causado por tal coroação.

Peça para as crianças se levantarem e colocarem a mão em sua cabeça, (mais precisamente os dedos voltados para o coro cabeludo), pede para elas pressionarem, com muita força.
Mais força! Não parem!
O que vocês acham, está doendo? Então pensem na dor de Jesus.

5 - PREPARAÇÃO PARA CRUCIFICAÇÃO

E em seguida tomaram esse homem de dores, já sem aparência nem formosura, e colocam sobre os seus ombros completamente esfolados, uma pesada tora de madeira rústica, muito provavelmente a haste transversal da cruz. Os seus ferimentos raspavam na madeira bruta. A madeira da cruz tinha farpas (pedacinhos da madeira) que entraram em suas costas, entraram na sua pele dilacerada e nos músculos de seus ombros.

6 - MOMENTO DA CRUFICAÇÃO

E, como se não bastasse, chegando ao matadouro como um cordeiro, que não reclama, os soldados romanos despem a Jesus, Que vergonha!
Quantos até hoje ainda pensam que Jesus foi crucificado com aqueles panos enrolados que parecem uma frauda? Não , Ele foi humilhado e deixado nu, para a vergonha ser ainda maior.

Em seguida os soldados pegam um cravo enorme e o apóiam sobre o pulso de Jesus, e com um golpe certeiro de marreta o cravam! Eles agora vão virar a cruz jogando-a sem dó para rebaterem sobre a madeira os cravos. Jesus contrai o rosto assustadoramente.
No mesmo instante o seu polegar é repuxado violentamente, numa posição oposta à palma de sua mão. Puxaram Jesus do outro lado, pois a cruz não tinha sido feita para Ele, e sim para Barrabás que era maior do que Jesus. O nervo mediano foi lesado. Tudo isso sem anestesia.
Quando o corpo foi suspenso na cruz! Os nervos se esticarão fortemente, a cada solavanco, a cada movimento, vibrará despertando dores dilacerantes. É incalculável o tamanho das dores. E isso durou seis horas. Seis longas e eternas horas!
Convido a todos a ficarem de pé, por algum tempo, de braços estendidos, fiquem um pouco mais. (Vejam o quanto as crianças ficam de braços abertos como se estivessem numa cruz).

7- DIFICULDADES DE RESPIRAÇÃO

As feições são impressas. Jesus se encontra completamente desfigurado. O vulto é uma máscara de sangue. A boca está semi-aberta. O lábio inferior começa a pender. A garganta seca lhe queima, mas ele não pode engolir. Ele tem sede. Muita sede! Não bebeu nada desde a tarde anterior. O soldado lhe estende sobre a ponta de uma vara uma esponja embebida de vinagre.

Jesus começa a ter dificuldade de respirar.
O ar entra, mas não consegue sair. Seu rosto pálido, pouco a pouco se torna vermelho. Jesus atingido pela asfixia, sente-se sufocado. E vai ficando cada vez mais asfixiado.
Os pulmões cheios de ar não podem esvaziar-se. Sua fronte está impregnada de suor e sangue.
Mas o que acontece?

Lentamente, num esforço sobre-humano, Jesus toma um ponto de apoio sobre o cravo dos pés, nas asperezas da madeira, e, esforçando-se a pequenos golpes se eleva aliviando a tração dos braços. Então os músculos do tórax se esticam.
Por que este terrível esforço?
É que ele quer falar. Falar o que?
"Pai perdoa-lhes, porque eles não sabem o que fazem”.

Imagine Jesus dizendo a você:

Não foram os romanos que me crucificaram. Não foram os judeus. Foram os teus pecados.
Eu estou aqui por causa de você.

O filho de Deus te diz: Foram os teus pecados que me trouxeram à cruz, foi por cada um deles. E isso não foi em vão, foi para que você se coloque debaixo da cruz do Cordeiro, e sinta o sangue do Cordeiro caindo sobre você, lavando o seu pecado, alvejando as suas vestes, purificando o seu viver. Não importa qual é o seu pecado, Jesus passou por tudo isso por ele.

A MORTE DE JESUS

Agora vejam que o céu escurece, a temperatura cai. Sinta o frio, algo vai acontecer. Logo serão três horas da tarde. Jesus ainda luta muito.
Então Jesus brada: "Eli! Eli! Lamá Sabactani!" Que quer dizer “Deus meu! Deus meu! Porque me abandonaste?”
E Depois de tudo isso, Ele diz: “Tudo está consumado!” E em seguida, num grande e último brado diz: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu Espírito!” E morre, Jesus morre. Agora Ele está morto.
Mas ainda tem a fúria dos soldados, e não basta estar morto, eles furam o lado direito do Senhor com a ponta de uma lança, e de lá saem sangue e água. “Ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelos nossos pecados”.
O Senhor passou isso, por mim e por você. Ele nos ama muito.


Ministração

RESSURREIÇÃO DE JESUS

Deixa-me dizer uma coisa para vocês, quero te convidar a ir até o túmulo de:

Aparecida de Fátima, ela está lá.
Alan Kardec, ele também está lá.
Maria, também está lá.

Convido-te a ir até Jerusalém e ver o túmulo de Jesus. Ele não está lá, porque Ele ressuscitou, está vivo...


Você ouviu? Jesus ressuscitou por você, por mim. Jesus derrotou a morte e o poder das trevas com a sua ressurreição, tirou as chaves das mãos do diabo pisou sobre

a cabeça dele. Este é o ponto culminante da nossa fé e de todo o evangelho. Jesus triunfou sobre a cruz através da sua ressurreição. Jesus Cristo não ficou detido pela morte, como os demais homens ficam, porque o pecado que Ele levou não era seu. Ele venceu a morte, quebrou os grilhões que o prendiam, e agora está assentado à direita do Pai, intercedendo por nós. Jesus está vivo. Ele está ressuscitado, com os sinais da cruz em seu corpo glorioso.
Você conhece alguém que daria a vida dessa forma em seu lugar?
Como prova desse amor, nesta noite, Ele requer algo de você em troca; O seu coração.
Em Ageu 2:10 A Bíblia diz que no céu existem ruas que são até de ouro, Deus preparou tudo para você, porque o amor Dele é maior, e tudo em troca do que? Tudo em troca do seu coração deixe o amor de Deus te tocar, deixe que Ele possa te purificar de todo o seu pecado, não importa o que você fez, Jesus na cruz, Ele levou sobre si o seu pecado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRADUTOR